Ele me olha como quem não quer nada, mas logo... - Capitule

"Ele me olha como quem não quer nada, mas logo coloca as mãos no meu quadril e me puxa pra perto. Com força, diga-se de passagem. Estamos tão próximos que eu até sou capaz de sentir a respiração baixinha e o ar quente que sai da boca dele. Beijamo-nos, inevitável. Até que eu o afasto e o empurro para longe.

— Hoje não. - é a única coisa que consigo dizer, ainda sem fôlego. Ele arqueia uma das sobrancelhas e diz:
— Que porra é essa?
— A porra, meu caro, é que eu cansei de me sentir como uma boneca inflável ou uma camisinha que você descarta sempre que usa, abusa, e goza.
— Ah, por favor, não precisamos ter uma DR de um relacionamento que a gente sequer tem, enquanto podemos aproveitar a noite inteira fazendo coisa melhor - diz ele com uma voz tentando soar convincente, esticando um dos braços até alcançar a minha nuca e me trazer de volta pra perto. Dessa vez estamos mais próximos do que nunca, colados, atados, corpo a corpo. Sinto cada pelinho do meu corpo se eriçar, e por debaixo da calça dele também posso sentir outra coisa fazendo o mesmo.

Agora os nossos lábios se encontram com mais vontade, desejo e tesão, em um ritmo descontrolado e frenético. Ele abre a porta atrás de mim e logo entramos no quarto. Agora estamos na parede, roçando nossos corpos, quase esmagados um pelo outro. Ele começa segurando e levantando as minhas coxas, apalpando toda e qualquer parte do meu corpo. A boca dele foge da minha e logo desce pro meu pescoço, intercalando entre beijos molhados e mordiscadas. Algo mais forte faz com que eu tire a minha blusa, jogando-a a meio metro de distância. Eu tento lutar contra cada célula nervosa do meu corpo pra sair daquela armadilha e o empurrar pra longe, mas é impossível. Não quero parar. Não agora.
— Continua, por favor… - eu digo com uma voz meio abafada, cheia de desejo. Com o ego inflado ele sorri e percebe que está no caminho certo. Sinto uma mão desabotoar o meu short, até sentir que não estou mais com short algum. Boa escolha. Enfim estamos na cama. Ele começa a fazer todo o trabalho e eu me sinto, outra vez, como uma boneca inflável ou qualquer outra coisa que possa ser descartada.
— Espera.
— O que foi dessa vez? – ele disse um pouco bravo quando estava prestes a caminhar os lábios pro meu umbigo e descer até sabe-se lá aonde.
— Chega. Isso não é certo. A gente só se resume a essa droga de sexo? Não precisa responder, eu sei o que vai sair da sua boca. Tudo bem, a gente combinou de não levar nada a sério. Mas, porra, pra você, o que mais eu significo além de um corpo e uma boca gostosa?
— Ok. Já entendi. Você espera que eu diga uma coisa bonitinha agora, não é? Então vamos lá, eu vou te dar o que você quer: você é mais do que um corpo gostoso, uma boca deliciosa e seios fartos. Você é… É…
— Sou…? O que mais?
— Onde paramos mesmo? - ele volta a beijar o meu abdome, aparentemente com mais sede ao pote de ouro.
— Babaca! - puxo o cabelo dele com força, até soltar um gemido baixo. E outro. E mais outro, com maior intensidade. Droga! Além de ser babaca, é um babaca que sabe bem como satisfazer os meus desejos ocultos. E eu não passo de mais uma idiota, incapaz de resistir a tanta loucura e a urgência ao prazer. Ele acaba de chegar ao meu pronto fraco. Minha calcinha começa a ser levemente arrancada, ora com os dedos, ora com os dentes. Livre de qualquer empecilho ele me devora. Suas mãos apertam forte minha cintura na tentativa de ter na boca o impossível de mim. Machuca e faz carinho ao mesmo tempo, e eu só sei que o quero, que há espaços em mim que ele pode preencher, por mais que apenas até uma gozada. E eu lhe puxo os cabelos como se isso fosse fazer com que o tempo do prazer se estendesse. Meus olhos reviram e o filho da puta nem precisou fazer muita coisa. Estou frustrada, ele está rindo como quem sabe de tudo. E o maldito sabe. Ele sabe como fazer qualquer coisa comigo e me fazer perder o sono durante muitas semanas. No momento estou nua na cama dele, completamente desnuda de moral e coerência também, porque tudo o que me passa pela cabeça é que ele sem camisa e sem cueca é muito gostoso. E agora o chupo enquanto ele me faz carinho na cabeça. Agora retribuo o favor e ele me empurra, quer fazer logo o que veio fazer. Entramos em contato, ele está em mim e eu não poderia gostar tanto de uma coisa como gosto do que ele faz. Em completo descompasso parecemos um casal perdendo a virgindade. Não sabemos o que fazemos, a única coisa que almejamos é chegar lá, seja lá onde lá seja. Ele escapole de mim algumas vezes, e eu posso ver sua cara de desespero. Ele mete rápido, com força, desliza, retorna, gozamos. Suando em bicas ele cai para o lado e fecha os olhos enquanto eu tento fazer com que minhas pernas parem de tremer.

— Por que nunca levamos nada além do sexo a sério? – perguntei.
— Porque somos melhores transando do que fazendo qualquer outra coisa."

- Capitule e Casebre.

  1. happy-ending33 reblogged this from contempus
  2. sexo-no-escuro reblogged this from contempus
  3. contempus reblogged this from casebre
  4. minhascicatrizes reblogged this from anjosdasfrases
  5. historiasdeumazombie reblogged this from olha-so-moren0
  6. olha-so-moren0 reblogged this from seja-seu-amor
  7. seja-seu-amor reblogged this from comedia-romantica
  8. toxico-para-sentimentais reblogged this from persuadido
  9. recrutada reblogged this from contempus
  10. i-will-never-let-you-go-again reblogged this from contempus
  11. i--believe-in-dreams reblogged this from persuadido
  12. compositore reblogged this from contempus
  13. persuadido reblogged this from contempus
  14. d-desapegando reblogged this from capitule
  15. still-u reblogged this from nefektub
  16. rough-sex-not-war reblogged this from enfatizes
  17. apenasumdisfarce reblogged this from casebre
  18. somente-uma-princesa-pedida reblogged this from vazio-da-alma
  19. fckstripp reblogged this from elasocurtejackdaniels
  20. docenci-a reblogged this from capitule
  21. dis-putado reblogged this from sua-vagabunda
  22. apagos reblogged this from capitule
  23. sua-vagabunda reblogged this from segredou
  24. princessporra reblogged this from cafeinamaracujina
  25. coisas-eternas reblogged this from ffudr
  26. cafeinamaracujina reblogged this from nefektub